Resenha – O lado bom da vida

Olá, eu sei que o livro não é tão novo assim mas eu quero falar dele! 😉

Eu li o livro a algum tempo já, mas só depois que foi aquele sucesso todo com o lançamento do filme, eu consegui até a metade do livro ficar sem assistir o filme!

“Pat é adorável e sua história de vida pouco convencional tem tudo para se tornar um best-seller.” – Publishers Weekly

Vamos começar com essa crítica sobre o livro, “pouco convencional” isso eu discordo, o ‘Pat’ personagem principal passou por sérios problemas, ele tem depressão e muitas outras coisas, a ‘Tiffany’ que também faz parte dos principais da história, tem uma forte depressão, querendo ou não isso hoje é muito convencional!

O livro tem uma história maravilhosa, é melhor do que eu imaginava que seria, me apaixonei rapidamente por ele, achei a história muito envolvente!

Resumo do livro:

Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”.
Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, por que acredita em finais felizes e no lado bom da vida.

Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança.

A relação do Pat com o pai dele gira muito entorno do futebol americano, lá é bem comum o pessoal ser meio viciado em futebol, o pai dele é um deses viciado e cheios de superstições, os dois começam a se falar por causa do time dele o “eagles”, mas naquelas se o time vai mal eles não se falam tanto.. homens e futebol vai entender! kkkkkk

Ouvi muita gente falar que não gostou disso, mas é parte da história e é parte da realidade americana fazer o que!

Pat tem um terapeuta muuuuuito legal, sério o Cliff é de mais, nunca vi um papel tão gostoso de ler, é o segundo terapeuta de livro que faz minha ideia sobre eles mudar, eu adorei!

Ele entoa o grito de guerra dos Eagles:
– E!-A!-G!-L!-E!-S! Eagles!
Isso me faz rir, por que ele é o meu terapeuta e eu não sabia que terapeutas podiam gostar de futebol americano.

A Tiffany é cunhada de um amigo do Pat, ela passou por uma barra bem pesada a pouco tempo também, ainda esta tentando se recuperar dos acontecimentos mas tem um jeito bem peculiar de resolver isso, o envolvimento do Pat com ela é muito gostoso e divertido, é uma amizade a base de interesses que não da certo no final, apesar de não saber ela acaba sendo fundamental para a recuperação dele e ele para a dela!

E, de repente, Tiffany está me abraçando de modo que seu rosto está entre meus peitorais, ela esta chorando e enchendo de maquiagem minha camiseta nova do Hank Baskett.

Para o Pat tudo gira em torno de reconquistar a Nikki, de se tornar uma pessoa melhor, mais educado, sensível, ele passa a ler os livros que ela gosta, tenta sempre procurar um final feliz em tudo, tudo gira em torno da Nikki até as ultimas páginas do livro isso é fato!

– Nikki? Ela é ótima, ela é a melhor coisa que já me aconteceu. Eu a amo mais do que a própria vida. Mal posso esperar pelo fim do tempo separados.

Preciso dizer mais uma vez que eu amo de mais a história? kkkk Amo muuuuuito!

A adaptação para o cinema é que estragou tudo, tudo mesmo, o filme é deprimente de tão tosco, achei horrível(!), muitas coisas são pensamentos do Pat, coisas que ele não expõe para ninguém, no filme ele fala tudo o que é pensamento, tornaram o personagem um besta na minha opinião simplezinha, outro exemplo é o pai dele que no livro quase não fala com ele e demora pra falar bem pouco, no filme com 10min eu já queria que ele calasse a boca! – -‘

Se você não seu o livro vale assistir o filme, agora se você leu o livro eu aviso que você corre o risco de querer matar a pessoa que escreveu a adaptação que não adaptou nada! kkkk

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s